Postado em 17/08/2021 00:00

Engenharia com tecnologia de ponta e segurança ambiental

Implantado em junho de 2015 e gerenciado pela Guamá Tratamento de Resíduos, o Aterro Sanitário de Marituba é uma obra desenvolvida dentro dos padrões de engenharia e da Associação Brasileira de Normas Técnicas que investiu mais de             R$ 100 milhões em  infraestrutura, tecnologias, sistemas e equipamentos, que garantem a segurança ambiental do empreendimento como Impermeabilização das áreas de descarte para proteger o solo e as águas, cobertura completa realizada várias vezes ao dia, sistema de captação e tratamento de gases, equipamentos para dispersão e redução de odores e tecnologias de ponta para o tratamento de chorume.

Mensalmente, recebe, trata e armazena cerca de 40 mil toneladas de resíduos domésticos e de limpeza de mais de 2 milhões de habitantes dos municípios de Ananindeua, Belém e Marituba, na Região Metropolitana de Belém (RMB). Dos resíduos destinados ao aterro sanitário: 70% são de Belém, 20% de Ananindeua, 5% de Marituba e 5% do setor privado.

O Aterro Sanitário de Marituba funciona com planejamento e segurança ambiental em todas as suas etapas: desde a preparação das áreas escolhidas para o descarte de resíduos até o monitoramento geotécnico realizado por entidades credenciadas e fiscalizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará. As tecnologias e equipamentos que garantem o armazenamento adequado e seguro dos resíduos descartados são a compactação dos resíduos descartados: o solo abaixo do aterro também é compactado e possui cobertura de manta de polietileno, que evita vazamentos; o tratamento interno de chorume utiliza um sistema de filtragem que gera água para reúso em limpezas. No tratamento externo, o chorume concentrado é transportado em carretas para estações de tratamento de efluentes em Capanema (PA) e nos estados da Bahia e de Pernambuco.

Um sistema de captação e tratamento de gases viabiliza a queima do metano, evitando a emissão na atmosfera, os equipamentos pulverizadores são utilizados para a dispersão e redução de odores. Periodicamente, são realizados monitoramentos e análises da qualidade da água e do ar em laboratórios autorizados pelo Inmetro, seguindo todos os padrões da legislação ambiental. 

 Triagem – Além dos investimentos em infraestrutura e tecnologias, o Aterro Sanitário também reestruturou sua usina de triagem, montada em um galpão de 600m². O espaço funciona por meio de parceria da Guamá com a Prefeitura de Marituba e profissionais de uma cooperativa de recicláveis deste município, que separam para vender os resíduos reaproveitáveis, incrementando a economia local da reciclagem.

Compensações - O Aterro Sanitário de Marituba soma R$ 14 milhões de investimentos já repassados para o município de Marituba desde 2015 e mais de R$ 7 milhões por ano são destinados à Prefeitura via Impostos, taxa ambiental e gratuidade pelo recebimento do resíduo público gerado no município. Também incrementa a economia com a geração de empregos e a contratação de serviços locais.

Socioambiental – A Guamá também investe em projetos e ações socioambientais com as comunidades de Marituba nas áreas de educação, meio ambiente, cultura e esporte. O diálogo e a parceria em eventos acadêmicos, projetos culturais e esportivos junto a comunidades e universidades da Região Metropolitana de Belém têm gerado resultados positivos para o Programa de Parceria Cidadã com a Sociedade (PPCS), conduzido pela Guamá Tratamento de Resíduos. 

Entre as iniciativas do PPCS está o projeto cultural Uirapuru Mirim, que é desenvolvido pelo Instituto Solví, braço social da Guamá, foi aprovado pelo Ministério da Cultura e é coordenado pela Associação Irmãs Auxiliadoras Déias do Brasil. Por meio dele, crianças de Marituba participam de dinâmicas de arte-educação como oficinas teatrais literatura, pintura e ilustração com a proposta de estimular a criatividade e conscientizá-las para educação ambiental e cidadania.

Além de receber, por meio do Programa Portas Abertas, visitas de pesquisadores e turmas de cursos das áreas de Engenharia Sanitária e Ambiental, Biologia e Engenharia Florestal, entre outros, a Guamá também participa de encontros de conhecimento, promovidos por universidades como o Seminário Sobre Meio Ambiente e Sustentabilidade na Região Metropolitana de Belém, realizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisa em Meio Ambiente e Sustentabilidade-GEMAS e o Grupo de Estudos em Educação Ambiental na Amazônia-GEAMAZ, ambos da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Por conta da pandemia de Covid-19, o projeto Uirapuru Mirim e o Programa Portas Abertas foram interrompidos, mas serão reativados quando a crise do novo coronavírus estiver sob controle. Entre as iniciativas solidárias deste período, a Guamá doou centenas de cestas básicas para profissionais que realizam a coleta de reciclável e famílias em vulnerabilidade social de Marituba. 

Esporte – Outra parceria social da Guamá incentiva talentos do esporte em Marituba por meio da Associação Dago Fight, conduzida pelo mestre Roberto Antônio Mafra, conhecido como Dago, no bairro de Santa Clara. Lá, dezenas de crianças, adolescentes e jovens dedicam-se ao boxe e à capoeira. Com o apoio da empresa, a associação  fortaleceu os treinamento de talentos, que despontam no boxe olímpico do Pará e do Brasil. 

Sustentabilidade – Paralelamente às ações socioambientais em Marituba, a Guamá, por meio do Instituto Solví, realizou entre os meses de setembro e outubro de 2019, o projeto Círio Sustentável. Esta iniciativa teve como propósito contribuir para incrementar a arrecadação de recicláveis nas transversais ao longo da Trasladação e do Círio de Nazaré e envolveu cerca de 80 voluntários e catadores no apoio aos trabalhos de coleta e conduzindo a educação ambiental dos devotos que transitaram nas ruas, onde ficaram 14 Ecoestações, produzidas por meio do projeto Círio Sustentável. Foram coletadas duas toneladas de resíduos recicláveis pelas cooperativas participantes do projeto, contribuindo para o incremento de renda destes profissionais de coleta seletiva.  

 

Comentários 0